Manual do cidadão na internet – Guia de bons modos

As nossas práticas diárias não apareceram na nossa vida do nada: elas foram construídas, seja pela sociedade em que estamos inseridos, seja pelo nosso convívio em família. Assim, é possível ver que várias condutas se diferenciam de cultura para cultura, até mesmo mudando dentro de um mesmo país, especialmente o Brasil com seu extenso território e com o tanto de imigrantes que construíram a riqueza de cultura que temos.

Entretanto, algumas maneiras de se portar deveriam ser comuns em todos os países, regiões e culturas. Essas maneiras se baseiam em um código base, que é “meu direito termina onde começa o seu”. É o respeito ao próximo e fim! Isso deve ser a base do que você faz em sua vida: não desrespeitar o direito do próximo em nenhum momento!

Isso vale para quando você anda na rua, faz compras, fala ao telefone, ouve música e tudo mais. O próximo, nessa situação, está mais próximo ainda. Então, vamos respeitar as outras pessoas, dando licença, falando baixo ao celular, não ouvindo música sem fones de ouvidos, e, ocasionalmente, pedindo desculpa por ter desrespeitado, sem querer, a pessoa que está próxima.

Tais boas maneiras devem ser feitas também nas redes sociais, considerando que estas são uma extensão da sua vida. Para começar, falando em extensão da sua vida, pense muito bem no que você fala na sua página. Isso não deve desrespeitar aos seus “amigos”. Você também não deve falar tudo o que pensa nas redes sociais – afinal, você não faz isso normalmente, faz?! Não é só porque você está em uma rede social que você pode simplesmente escrever tudo o que pensa!

Saiba que existem pessoas em sua rede que possuem crenças e culturas diferentes. Se o que você está pensando não vai agradar a todos ou irá ferir alguém, não fale!

Palavrão é o cúmulo do ridículo, seja na vida real ou na virtual. Existem muitas pessoas que não gostam de tais palavras, especialmente os mais velhos. Vamos respeitar as pessoas que estão lendo o que você posta. Mesmo que você queira expressar algo que ocorreu e que te deu raiva, nosso vocabulário é vasto o suficiente para você preencher as lacunas da sua frase com palavras que não sejam palavrões, mas que podem demonstrar toda sua insatisfação.

Nem todos querem saber a todo momento sobre sua vida. Banho, almoço, banheiro e outras coisas corriqueiras não devem ser expostas na rede. Preserve sua intimidade para não correr riscos.

Cuidado com opiniões extremistas. Ser preconceituoso com religiões, opções sexuais, etnias não devem ser expressas nas redes e nem na vida real. Guarde tais opiniões para você mesmo (quem sabe um psicólogo poderia te ajudar com tais questões).

Cuidado com as fotos que expõem sua intimidade. Fotos de biquíni, sensuais, ou de você e seus amigos extrapolando em uma festa poderiam causar problemas. Não se esqueça que muitas pessoas do seu trabalho/escola estão na rede e poderiam interpretar mal essas postagens.

Por fim: pense que todos poderão ver o que você expõe na rede, especialmente aquelas pessoas que são suas “amigas”. Escolha bem as palavras e o que você quer que as pessoas saibam. 

A Fama quando sobe à cabeça – atrizes mirins e os problemas com as drogas

Há alguns dias atrás veio uma notícia em um site de fofoca brasileiro sobre uma atriz americana que tinha acabado de completar 27 anos. Não reconheci a mesma pela foto, achei que havia ocorrido um engano por parte do jornalista do site, pois conhecia a atriz por nome, especialmente por seus filmes, que passaram várias vezes na sessão da tarde de uma empresa de televisão famosa aqui no Brasil.

Para realmente tirar a prova de que a equipe havia se enganado, vasculhei na internet pela vida e fotos da atriz e, para a minha surpresa, sim, era ela na foto. Pensei: “o que aconteceu com essa atriz que, antigamente, era tão bonita e se transformou em uma pessoa tão diferente, com uma fisionomia tão assustadora?”.

Famosas que já tiveram ou ainda enfrentam problemas com as drogas

Pesquisando mais a fundo, descobri que ela estava envolvida em vários escândalos, especialmente pelo uso de drogas, que tal nega até a morte. Da mesma forma que a linda atriz (acredito que vocês conheçam: Amanda Bynes) mudou, várias outras, que também começaram cedo na carreira, fizeram o mesmo percurso desastroso. Entre o que podemos ver de semelhante entre elas, o início em programas e filmes quando ainda eram pequenas, depois ápice da carreira, quando elas já estão adultas, até o declínio, que elas, já emancipadas, sem a proteção e controle da família, se veem com muito dinheiro em um mundo cheio de festas, drogas e outras coisas.

Temos vários exemplos de ícones da televisão, do cinema e da música que passaram por isso, entre elas: Britney Spears, Lindsay Lohan, Mischa Barton, Drew Berrymore, entre outros.

A Britney Spears começou sua carreira muito cedo. Em um programa no canal Disney chamado Mickey Mouse Club, junto com outros cantores mirins que um dia chegariam ao estrelato também (como a Christina Aguilera e o Justin Timberlake), Britney se destacava por dançar muito bem. O programa durou pouco tempo, cerca de dois anos e Britney volta à sua cidade natal. Seu primeiro disco saiu em 1999, causando frisson entre as adolescentes na época (eu era uma delas). Depois disso, Britney ganhou público cada vez mais. Seu corpo malhado e as músicas animadas faziam com que mulheres desejassem ser ela e os homens a queriam. Começou a namorar, com o também pop star, Justin Timberlake. Foi nessa época que o primeiro bafafá apareceu: pelo o que tudo indica, a cantora traiu o namorado.

Depois de casar bêbada em Las Vegas, Britney começou a andar em companhias não tão amigas. Com Paris Hilton e Lindsay Lohan a tiracolo, Britney ia a todas as festas, bebia e voltava transtornada. Isso tudo fotografado pelos paparazzi. Em 2007, Britney raspou a cabeça. Falaram em surto psiquiátrico, mas nada foi confirmado.

Entre tantas más notícias, as boas são que ela, a trancos e barrancos, conseguiu dar a volta por cima, se podemos dizer isso. Atualmente, ela canta, mas já não é grande como antigamente. Sua vida conturbada tirou a estrela dela. Dizem por aí que agora ela retornará para Las Vegas, mas não para casar: para um show fixo que terá em algum cassino. Uma pena!

Já a Lindsay Lohan, que eu sempre tive um apreço a mais, especialmente por ser ruiva e cheia de sardas (somos duas), começou sua vida em 1998. Nessa época ela se tornou a queridinha da Disney. Depois disso, vários filmes do estilo sessão da tarde fizeram o currículo da atriz, que, normalmente, além de atuar também cantava. Deixando a adolescência, Lindsay, também chamada de Lilo, entrou no ramo da comédia romântica. Tentou, assim, deixar para trás a carinha e a imagem de criança.

A imagem dela de criança realmente ficou para trás quando, em 2007, as baladas se tornaram corriqueiras em sua vida. Britney era uma companheira nas rotinas de noitadas e bebedeiras. Um ano depois, Lilo engatou um namoro com uma Dj, sendo vistas juntas, trocando carícias, nas baladas. Mesmo com sua vida tão conturbada na área social, Lindsay continuou com filmes. Nessa época, a atriz conseguiu papéis mais maduros, que condiziam com sua idade.

Acredito que 2007, da mesma forma que foi para a Britney, foi o ano em que tudo começou realmente para Lindsay. Sua ficha criminal começou neste ano quando ela foi autuada por dirigir depois de usar cocaína, sem dizer que ela estava ainda com papelotes da droga em seu carro. Neste mesmo ano, Lilo foi presa por mais três vezes, todas em relação às drogas.

Atualmente, Lindsay Lohan está, novamente (ela já esteve diversas vezes), em uma clínica de reabilitação. Os rumores são que, dessa vez, ela está se comportando bem. Agora é esperar para ver!

A Marissa de The OC foi o maior destaque da carreira da atriz Mischa Barton. Mischa começou cedo, também. Com 13 anos de idade já havia contracenado com atores de grande escalão, como Julia Roberts, Bruce Willis e Hugh Grant. A inglesa, porém, só ganhou destaque quando ganhou o papel de uma patricinha no The OC. Durante as filmagens da série, Mischa já era vista como atriz problema, tendo sua personagem, uma das principais, morta em um acidente de carro.

Daí para frente, Mischa não conseguiu nenhum grande papel, tendo mais destaque nos noticiários policiais e nos tabloides, especialmente por fotos usando drogas e por exibir machucados nos braços que lembravam picadas de agulhas. Entre os problemas, foi presa por dirigir sob efeito de álcool e drogas. Foi internada diversas vezes, saindo de uma clínica sem pagar o valor de 95 mil dólares. Atualmente, Mischa Barton parece ter superado essa fase problemática. Está com uma linha de bolsas e alguns quilos a mais. Esperamos que ela retorne em breve às telas.

Para aqueles que têm mais de 30 anos ou que são fãs de filmes, a Drew Berrymore é uma das atrizes que tem o rosto mais conhecido, especialmente por ter se destacado no clássico E.T., quando tinha apenas sete anos.

Os problemas começaram por volta dos nove anos de idade, quando já era viciada em cigarros. Sua vida noturna virou alvo da mídia, pois era ativa para uma menina tão nova. Com onze anos, Drew já bebia em festas, saía com amigos e curtia as baladas ao estilo Lindsay – Paris – Britney. Com 13 anos já fumava maconha e usava cocaína nas festinhas. Como tudo na vida dela foi precoce, Drew foi conduzida a uma clínica de reabilitação com 13 anos. Saiu de lá, contudo não estava pronta para a vida do lado de fora. Tentou suicídio com 14 anos. Voltou à clínica.

Longe dos seus pais, Drew ficou na casa de amigos até completar 16 anos, época que conseguiu sua emancipação indo morar sozinha. Depois disso, Drew Barrymore nunca mais teve recaídas ou foi vista nos noticiários de jornais pelo uso de drogas e álcool.

Agora, Drew é uma das atrizes com mais credibilidade em Hollywood, tendo sua própria produtora, além de ser uma grande ativista a favor dos animais.

Entre as atrizes/cantoras mirins deste post, algumas saíram já, outras estão em processo de reabilitação. Como começamos falando da Amanda Bynes, que ainda não foi para reabilitação nem tem previsão que o faça tão cedo, esperamos sinceramente que ela melhore, assim como fez Drew Barrymore que deu a volta por cima.

Dia dos Namorados – Dica de presentes

Dar presentes é uma coisa muito subjetiva, e, também, muito difícil. Mesmo você conhecendo a fundo a pessoa que irá receber o mimo, ainda assim corre o risco de ela não gostar, não ser o estilo dela e você acertar tanto no presente que ela já tem um!

Dicas de presentes para o dia dos namorados 2013

Por isso, hoje vamos fazer um guia para os homens que não sabem o que dar para as namoradas e, é claro, para as mulheres que não sabem o que dar para seus boys magia!

Vamos começar com os namorados – dicas para as Divas!

Namorado descolado:

Se seu boy é do tipo descolado, está antenado na moda, sabe se vestir, gosta de uma roupa de marca, celulares de última geração e vive postando fotos no instagram, uma ótima possibilidade é dar uma capa de celular de algo que ele goste muito (e ainda não tenha), como o símbolo do seu time preferido, de fórmula 1, ou algo do gênero. Tênis de alguma marca que ele goste também é um ótimo presente (normalmente os homens mais descolados adoram tênis).

Namorado Geek:presentes-namorados-geek

Esse pode ser um problema, especialmente para sua conta bancária. Os geeks adoram tecnologia, não são necessariamente nerds, mas estão sempre vislumbrando aparatos futuristas. Uma ótima opção é dar o box do Star War (se ele ainda não tiver), ou algo que tenha a ver com isso ou o box do Star Trek (meu noivo, se estiver lendo, pode me dar o do Star War – #direta).

Namorado Jogador:

dicas-de-presentes-dia-dos-namorados-jogadorA maioria dos homens tem um dedo (ou o corpo todo) nesse lado. Eles adoram futebol, baralho, jogos em geral. Os homens são, naturalmente, competitivos: competem entre si desde criança, seja quem tem o carrinho mais veloz, até algumas disputas por tamanho. Por isso, é muito acertado dar um presente nessa área. Veja o último jogo que foi lançado para o vídeo game que ele tem, ou uma camisa do time que ele gosta.

Agora vamos falar com os homens que já devem estar desesperados com o presente para a amada. Não se preocupem, aqui vocês vão achar algo de interessante:

Namorada antenada:

Essa é mais ou menos no estilo do namorado descolado. Se sua namorada adora um smartphone, está sempre nas redes sociais, tira foto até de comida para postar no instagram, o presente pode muito bem ser, também, uma capa de celular. Eu sempre digo que, hoje em dia, é fácil de agradar, porque as capas não são caras e podem ser achadas em qualquer esquina. Existem sites que fazem montagens com as fotos que você escolher, colocando tais fotos em capas de celular. Olha que ótimo presente para sua namorada antenada postar no instagram?!

Namorada fashionista:

Antes de escolher o presente para essa namorada, corra nos nossos outros posts e veja quais as principais tendências da moda, porque, como certeza, essa namorada vai querer é algo desse estilo. Entretanto, se o dinheiro anda curto, ache acessórios que poderão ser do agrado da sua amada, como pulseiras. As pulseiras mais delicadas são ótimas opções para as fashionistas de plantão. Além disso, colares, anéis e t-shirts divertidas também fazem a cabeça das fashionistas, e você não tem que se endividar com o banco para fazê-la feliz.

Namorada geek:

namorada-geekEssa namorada vai gostar de livros, filmes e seriados. Ótima opção para os dias frios, vocês dois debaixo de um edredon assistindo aquele seriado super interessante. Se ela for geek, mas com tendências fashionistas, colares com pingente de óculos ou câmeras fotográficas, t-shirts com frases inteligentes também são opções.

Namorada maquiadora:

Maquiagem nunca é demais. Então é super difícil errar nesse quesito. Vá a uma loja especializada em maquiagem e peça para a atendente algo que acabou de ser lançado. Dificilmente sua namorada terá algo daquele jeito; ou, no melhor estilo detetive, procure na maleta dela aquele produto que você viu na loja. Se ela não tiver, corra e compre. Pronto!

Ah, boys, não se esqueçam de levar suas namoradas para jantar. Não importa se ela for antenada (vai tirar foto do jantar), fashionista (vai usar a roupa must have do momento), geek (vai querer ir ao fast food) ou maquiadora (não vai sem maquiagem); todas elas vão adorar!

Cuissard Boots – Tendência e como usar

Com o frio já batendo na porta, é hora de pensarmos nas botas que irão esquentar nossos pés no outono/inverno 2013. Já falamos da Biker Boots e da Western boots. Agora é a hora de falarmos das Cuissard, que são botas um pouco mais longas do que o normal, ultrapassando os joelhos.

As botas mais curtas estão em alta neste ano, como ankle boots e aquelas outras que falamos em outros posts. Mas isso não quer dizer que as botas de cano alto, que são tradicionais nessa época do ano, não estarão, também, sendo muito usadas por aqui.

linda-mulher-poster-Cuissard-BootsAs botas Cuissard devem ser usadas com cuidado, pois são vistas como um acessório para lá de sensual. Entre alguns personagens que tiveram essa bota, a Julia Roberts no filme Uma Linda Mulher, teve a Cuissard como ajudante na hora de compor o papel de garota de programa, além de valorizar muito suas pernas longas e finas, deu um ar de sensualidade, especialmente por unir a bota ao vestido com recortes e super curto.

Para começar, se você está mesmo com vontade de desfilar suas pernas nessa beldade de bota, comece pensando em seu biótipo. Não é só porque fulana ou ciclana está usando que você deverá usar, não é mesmo?!

Primeiro, quanto mais alto o cano da bota, mais você irá parecer mais baixa e engrossar suas pernocas. Portanto, as botas devem condizer com seu corpo, em igual proporção, ou seja: quanto mais baixinha você for em estatura, mais baixo deve ser o cano da bota.

As mais altinhas, magrinhas e com pernas mais finas, quer dizer, com porte de modelo, com certeza tem o perfil para essa bota desejo (vide Julia Roberts e suas longas pernas). Mas se você, mesmo assim, quer se arriscar no estilo, temos algumas dicas básicas para você acertar na bota.

Pense em seu biótipo antes de comprar a bota. Caso você seja alta, magra e com as pernas finas, qualquer estilo de bota Cuissard Cuissard-Boots-9cai bem em você, especialmente as com cano mais altos. Já se você tem o biótipo mais comum da brasileira, que é a estatura mediana (1,60 e 1,65 metro), quadris largos e pernas mais grossas, do tipo mulherão (Diva!), é hora de pensar nos estilos de bota. Tente achar uma bota que seja mais baixa, mesmo Cuissard, mas um pouco mais baixa. A Cuissard boots pode ser de vários tamanhos, desde aquela que pega no meio da coxa até aquela que fica em cima do joelho. Para você, mulherão, escolha a mais baixa.

Cuissard-Boots-9

As bocas mais largas também são boas para quem tem pernas grossas. Elas dão a impressão de que você possui pernas mais finas. Depois, é hora de pensar na roupa que você vai usar com as lindas botas. Roupas mais curtas, como minissaias caem super bem com as Cuissard boots, mas, com certeza, poderiam deixar o look mais vulgar. Para as mulheres com pernas mais grossas, minissaias muito “mini” não ficam tão bem.

Modelos de como usar as Cuissard Boots

Cuissard-Boots-5

Para as magras e altas, minissaias e leggings combinam perfeitamente com a Cuissard, mas, do mesmo jeito que para as com pernas mais grossas, dependendo da minissaia, poderia ficar vulgar com a bota de cano super alto.

Para fugir um pouco do estilo vulgar que a bota denota, e como estamos no inverno, é hora de apelar para os casacos mais compridos. Um sobretudo  ou um Trench Coat deixa o look perfeito para se usar com a cuissard. Fechado ou aberto, o sobretudo combinado com a cuissard boots dá outra aparência à mulher que usa a produção.

Inspirem-se nas nossas fotos para compor seus looks com a bota. Cuidado, somente, para não exagerar nas minissaias ou mini shorts e acabar caindo no estilo Paquita ou Julia Roberts.

[Galleries 65 not found]

Xadrez – Outono/Inverno 2013

Diferentemente do que temos visto nas semanas de moda estrangeiras, o xadrez normalmente é usado no inverno. Mas alguns super estilistas resolveram levar à passarela esse estilo pensando no verão europeu. Como já falamos outras vezes, brasileiro que não é bobo nada, trata de incorporar à nossa moda tudo que saí de bonito na gringa.

O xadrez, por mais difícil que pareça, tem várias padronagens. O que isso significa? Que não é, somente, usar a estampa do jogo de xadrez que está tudo bem. Tem muito mais coisa por trás. O estilo começou há muito tempo atrás, antes mesmo de Jesus nascer. Foram encontrados vestígios de roupas ao estilo xadrez no norte europeu, próximo à Dinamarca e à Alemanha 700 a.C.. As roupas, naquela época, eram feitas com lã, com o tecido sendo cruzado, com desenhos formando losangos.

Depois, o xadrez caiu no gosto não só da população, mas da realeza também. O estilo que está mais na moda agora, o Tartan, já foi brasão de famílias reais na Escócia. Eles realmente têm um amor maior pelo xadrez, pois é tipicamente escocês e está, até mesmo, no Kilt (saia usada) dos homens desse país.

Essa padronagem entrou no gosto das principais marcas gringas, como Gucci, Moschino e Marc Jacobs. Mas não foi somente o Tartan que alcançou as passarelas das grandes marcas, uma outra padronagem, bem mais moderna, virou febre entre as fashionistas e está sendo cada vez mais cobiçada.

A marca Louis Vuitton levou algo diferente às passarelas, causando frisson. A padronagem do xadrez para essa marca tinha como inspiração o gráfico, que foi muito vista em obras do artista plástico francês Daniel Buren. A estampa ótica da coleção da marca Louis Vuitton, inspirada em vários trabalhos do artista, foi apresentada em um desfile em que a cenografia foi montada pelo próprio artista.

A estampa xadrez do momento é chamada ótica, ou óptica, pois enfatiza as formas geométricas, já contidas na estampa xadrez, entretanto com leves ilusões de ótica. O estilista Marc Jacob, que criou a coleção para a marca Louis Vuitton, apostou em uma padronagem ótica em diferentes tecidos, especialmente aqueles com mais brilho, além de ter, normalmente, somente duas cores, em que elas fazem contraste, como branco e preto, branco e amarelo, e branco e marrom.

Nos anos 60 o estilo, a padronagem de xadrez ótico, foi muito usado. O monocromático e as estampas geométricas tiveram seu apogeu nessa época, junto com o xadrez. A volta da ótica, ou arte ótica, à moda está no ápice, especialmente em grandes metrópoles e na capital da moda, Paris.

Foi nos anos 60, com a mudança do eixo da cultura moderna, incluindo a moda, para Paris que nasceu, também, o Pop. Nele, as artes gráficas ganharam impulso, não somente nas artes plásticas, mas também na música e na moda. Associando a arte ótica com o Pop criou-se muita coisa que vemos na moda até hoje, assim como as estampas em espiral, círculos, e quadrados, é claro, todos com objetivo de causar pequenas ilusões de ótica, inclusive nas peças de vestuário.

A moda que será vista no inverno, que se aproxima, e que já está entrando nos guarda-roupas agora no outono é baseada na arte ótica no xadrez. Ela pode ser usada de diversas maneiras, seja em vestidos, casaco, blusas, t-shirts.

Fiquem ligados nas nossas fotos para se inspirar na hora de montar seus looks com o estilo xadrez.

Academia para as Tímidas – Moda Fitness

Juju Salimeni

Para começar, uma das novas roupagens que podemos usar na academia é a saia. Essa saia é inspirada nas roupas usadas pelas tenistas, que junta praticidade e beleza, além de sair da mesmice das calças e bermudas de academia. É claro que ela vem “acoplada” a um short, por baixo da saia, o que também é usado pelas tenistas, afinal não seria nada legal fazer exercícios de solo se a saia não tivesse a bermuda.

Saias para academia

As saias para a academia vêm em vários comprimentos e suas bermudas por baixo são em lycra ou outro material que se adere perfeitamente ao corpo. Como a saia já faz às honras da blusa comprida, você pode optar por blusas mais justinhas e mais curtas, que não irão te incomodar na hora de fazer exercícios que a façam abaixar. É nessa hora que a blusa mais solta escorrega e deixa a parte de cima à mostra.

Além dos vários comprimentos, elas também vêm em vários estilos, como saias plissadas, retas, rodadas, entre outros. Pense naquela que mais tem a ver com você e deixe de lado o estilo “fui para a academia com a primeira roupa velha que vi na frente”.

Outra ótima possibilidade para as mulheres, que também é ao estilo da saia e está entre a preferência das mulheres na academia, é o “tapa bumbum”. Parecido com uma saída de praia, porém bem mais curto, esse adereço não está “acoplado” a uma bermuda ou short, ele vem separado e pode ser usado com suas bermudas, leggings e shorts. O bom desse acessório é que ele pode ser usado em qualquer outra peça de roupa que você queira, pois não é fixo a uma bermuda ou short como no caso da saia.

Tapa bumbum para malhar – Moda 2013

Tapa bumbum para malhar

Para o tapa bumbum existem vários estilos. Entre os mais comuns, têm-se aqueles que são amarrados, que são presos por um fecho, os que são ao estilo das saias, entre outros. Leva-se muito em consideração o que a mulher mais gosta, pois existem os mais justos e os mais soltinhos. Os mais justos irão se adequar ao corpo, entretanto, a voltinha da bunda, esta não será vista. Já os mais soltinhos escondem tudo. Contudo, o contra deste estilo é que quando você se abaixar ou fizer exercícios de solo, como o de quatro apoios, o tapa bumbum mais largo irá mostrar o que você tentou esconder. Por isso, é bom você pensar bem no porquê de usar o tapa bumbum e escolher a versão que mais se adequa ao seu propósito.

No caso de não querer comprar nenhuma das vestimentas acima, mas ainda sim quer esconder algumas partes do corpo, mas sem usar as blusas largas, é hora de ligar a improvisação. Sabe aquela sua blusa em malha com manga comprida? Você ou alguém que você conhece terá uma dessas; passe a mão nela, amarre no quadril, bem amarrado e deixando sobrar menos blusa para baixo, dê dois nós e vá fazer seu treino linda, feliz e estilosa.

Mesmo que você não ligue muito para os olhares fortuitos na academia, existem dias que nós mulheres estamos precisando de um acessório que tampe o bumbum. Por isso, apelar para uma dessas peças, seja a saia, o tapa bumbum ou a blusa amarrada é de grande valia.

Confira mais fotos de modelos de saias e tapa bumbum que estão na moda:

[Galleries 64 not found]

Assimétricos – Tendência Outono/Inverno 2013

Passamos pela tendência dos mullets com muita discussão: usar ou não usar? Como no caso dos Sneakers, muitas pessoas odiaram enquanto que outras adoraram. Enfim, ambos estão mais para lá do que para cá na moda, dando lugar para novas tendências, quiçá que ganharão tanto destaque (negativo ou positivo) quanto os dois falados anteriormente.

Entre as novas tendências que apareceram nas passarelas do ano passado (e que começaram a ser usadas realmente agora) e que estão com tudo nestas estações são as roupas assimétricas. Elas começaram a dar o ar da graça nos mullets e, agora, estão cada vez mais vistas em saias com cortes mais retos.

Uma das principais características das roupas assimétricas é a diferença entre as partes da roupa, podendo ser diferente entre o lado esquerdo e o direito, ou da frente e das costas. O objetivo principal é desestruturar a peça, fugindo dos cortes tradicionais que possuem a maioria das roupas.

Por isso, volto a dizer que essas peças, as assimétricas, têm tudo para dividirem opiniões, pois a padronização de roupas vistas dentro da nossa sociedade é a simetria, mesmo em outras culturas. O convencional é muito mais bem aceito entre as pessoas, tornando o não convencional assunto de debate.

Roupas Assimétricas – Tendência da moda Outono-Inverno 2013

Mas, fugindo da questão mais social da roupa assimétrica, só podemos dizer que ela está aparecendo cada vez mais, e, tal vez, se torne menos estranho aos olhos das pessoas inseridas na nossa sociedade. Para ficar por dentro da tendência, caso você queira usar ou somente tenha curiosidade, vamos falar um pouco dela aqui.

Começando por volta da década de 30 do século passado, a assimetria chegou à moda através da modelagem. Esta se caracteriza pela confecção de peças usando um manequim como padrão. Dessa forma, as roupas saíram um pouco do estilo inspirado nos planos geométricos, tornando-se mais maleáveis aos contornos e ganharam formas diversas.

Na década de 90, ainda do século passado, algumas marcas mudaram a cara da moda, criando peças mais assimétricas, principalmente em decotes. Entre as marcas, Calvin Klein e Ralph Lauren ganharam ainda mais prestígio pela inovação artística.

As peças assimétricas caem bem quando combinadas com peças tradicionais, fora os casos dos conjuntos, que também estão muito em alta ultimamente. Os decotes assimétricos ficam ótimos em pessoas que possuem os ombros mais retos, menos arredondados, pois criam uma estética diferente, balanceando os ombros retos com o decote.

Entre as peças que mais tem se destacado em assimetria, as saias são as principais apostas, especialmente pelas fashionistas. Estas vêm em diferentes cortes e assimetrias, criando uma mistura de recortes em uma mesma saia. As minissaias já são as queridinhas da estação e estão como destaque em várias coleções de muitas marcas, brasileiras ou estrangeiras.

roupas-assimetricas-vestidos

Para usar as saias assimétricas, pense, primeiramente, no comprimento desta. Associe o comprimento pensando, especialmente, no evento que você irá com ela. Volto a reforçar, como em tantos outros posts, roupas curtas, muito coloridas e com grandes decotes não são feitas para o trabalho. Pense em simetria no trabalho, salvo os casos de saias mais longas, como saias lápis assimétricas.

Outro caso a se pensar são as pernas mais grossas. Saias muito curtas não se dão tão bem com as pernocas mais grossas. Além de desconfortável, ter a saia subindo constantemente, seja quando se está andando, seja quando se está sentada, elas deixam a mulher com um ar mais vulgar. Escolha saias um pouco mais longas, que cheguem ao começo do joelho. Nestas, a assimetria é muito bem vinda, contando que elas sejam mais longas que as minissaias.

Inspire-se na nossa galeria para você entrar na moda da assimetria.

[Galleries 63 not found]

Estampa de Inseto – Será?

Tendência nova batendo na porta, é a estampa de inseto chegando. Mas, será que ela vai pegar? Como várias outras modas que apareceram por aí, algumas caem no gosto popular, enquanto que outras nem tanto (uma ou outra fashionista escolhe uma tendência de passarela achando que a mesma irá virar hit e erra feio).

Entretanto, é testando que se acerta, não é mesmo?! E entre as várias tendências que aparecem, surgiu a estampa de inseto. Mas podem ficar tranquilas, não estamos falando do inseto do Kafka: nada monstruoso ou horrendo; e o estilo grunge não é o preferido para a estampa de inseto. Estamos falando de peças mais delicadas, com estampas que chegam a ser fofas.

Entre os insetos que fazem parte das estampas, estão as borboletas, joaninhas, formigas, abelhas e libélulas, que são animais lindos, não é mesmo?! Mas tem outros insetos que estão querendo cair nas graças das pessoas, e eles, normalmente, não são tão queridos pelas mulheres. Não estou falando da barata (credo!), estou falando de uma parente dela, com o exoesqueleto também: o besouro. A outra que também não é de agrado geral, é a aranha, e está no grupo de estampas de insetos (sabemos que a aranha não é um inseto – é um aracnídeo).

Se levar em consideração que ele não faz mal a ninguém e não se deve ter medo desses animaizinhos, além de que eles somente estarão estampando as roupas, e não andando pelo seu corpo, pode ser que muitas pessoas diminuam a aflição ao vê-los, será?!

A grande questão é, como usar a estampa de inseto? Isso com certeza irá depender do evento que você está querendo usá-la. Primeiro, como é uma estampa mais divertida, ir ao trabalho com ela, especialmente se ela for com desenhos de animais menos “graciosos e queridos” (adoro todos os animais – mas tenho nojo de barata e medo de coruja), assim como os besouros e as aranhas, é importante ver se o local onde você irá não é muito formal para essa estampa.

Estampas muito coloridas, que são algumas das estampas que trazem os insetos, também não seriam tão interessantes em um ambiente de trabalho que requer mais formalidade. Para tais locais, use roupas mais sóbrias, com cores de mesmo estilo, como branco, marrom, preto, e, se possível, monocromáticas.

Se você está querendo entrar na nova tendência, aproveite para usar a estampa em momentos descontraídos, como uma balada ou uma ida ao shopping. Como a estampa está em todos os tipos de roupa, seja nas camisas, t-shirts, vestidos, calças, shorts, entre outros, é mais fácil de combiná-la.

Como combinar as estampas de inseto

Como está usando muitos os conjuntinhos, e tais levam estampas mais ousadas, uma possibilidade é usar a estampa em um conjunto, como short e blazer, calça e blazer etc. O conjuntinho deve ser de duas peças, não mais que isso. Use essa dica para não exagerar e ficar feio. O conjuntinho fica melhor quando a estampa das duas peças são iguais e da mesma cor. 

Caso você não tenha o conjunto, use uma peça com a estampa e a outra em uma cor que combine com algum detalhe que se destaque na peça. Por exemplo: uma camisa transparente branca com estampa de formiga em preto, com uma calça da mesma cor que as formigas. Dessa forma você não corre o risco de errar e, ainda, fica estilosa com mais de uma tendência, a transparência e a estampa de inseto.

Em estampas coloridas, escolha uma cor que seja mais neutra na estampa e, a partir dessa cor, escolha a outra peça, para, assim, harmonizar a produção. Várias marcas já estão investindo na estampa, fique de olho nas vitrines e escolha aquelas que mais te agradam.

Em nossa galeria você pode ver mais looks combinando as estampas de insetos

[Galleries 62 not found]

Estampa Barroca – Tendência Outono/Inverno 2013

Entre algumas das tendências que temos visto por aí, a estampa Barroca é uma das mais bonitas e, que, certamente, deixa a pessoa mais elegante dentre todos os outros hits da estação. Ela é advinda de um movimento artístico que começou no final do século XVI, começando pelas artes, com estátuas, pinturas, arquitetura, entre outros. O barroco também alcançou a literatura, outra forma de arte, e se consagrou no Brasil pela voz de vários poetas da época e por artistas da escultura como Aleijadinho. Suas obras continuam sendo expostas em várias cidades de Minas Gerais (estado que concentra grande parte da arte barroca do Brasil).

A criação do barroco teve todo um contexto filosófico e social na época. O que podemos tirar dessa bela arte são suas formas e o que elas representam. Como a moda é nada mais nada menos do que arte, podemos importar a arte que foi tão idealizada em outras épocas para a moda. As características do barroco, seja em qualquer arte que o teve como estilo e movimento artístico, são as extravagâncias, o exagero, o drama e o contraste. E isso é visto nas estampas das várias coleções que tem usado o estilo barroco para criar peças.

Por isso, as principais peças abusam das principais características do barroco, especialmente o arabesco. Este é uma mistura de formas geométricas, que usam curvas e estilos parecidos com plantas. O arabesco foi concebido a partir da cultura islâmica, que vê o mundo como um conjunto de formas, as quais se estendem para além do mundo visível. A iconografia desse desenho simboliza o infinito, ou seja, Deus.

Além do arabesco, desenhos com cores vibrantes, mostrando pessoas com seus corpos desnudos, especialmente em relação a temas voltados à religião, como anjos e Deus, são também algumas das características desse estilo.

Nos acessórios é possível ver peças com vários itens, especialmente com pérolas e com cores desse estilo. Eles são grandes e mostram todo o exagero que o barroco requer.

Fugindo das explicações por trás dos desenhos, podemos perceber o barroco especialmente na extravagância dos desenhos que estampam as roupas com este estilo. Normalmente, tendo o arabesco como detalhe principal, usa-se contrastes de cores, como fundo preto e adorno dourados. A estampa, normalmente, abrange toda a roupa, com cores fortes e muitos contrastes, especialmente entre o desenho e o fundo da roupa.

Modelos e looks de estampas barrocas da moda outono-inverno 2013

dolce & gabbana estilo barroco

Várias peças têm ostentado a estampa, assim como blazer, calças, shorts e sapatos. Para usar a peça em estampa barroca, a principal dica é usar conjunto ou somente uma peça mais extravagante. Combine a cor de fundo da peça barroca com as outras peças, por exemplo: blazer dourado com fundo preto com short ou calça preta, e blusa também preta. Essa produção pode ser usada à noite, especialmente por ser mais extravagante e por combinar preto com dourado.

Mas não é só na extravagância que essa estampa está trabalhada. Cores mais neutras fazem dos vestidos lindas produções para festas durante o dia. Estampas em cores mais neutras, como azul e rosa (lembra-se do candy color?), com fundo em branco são ótimos para sair durante o dia.

Para trabalhar, camisas com pequenos detalhes com estampa barroca combinam muito bem com calças e sapatos de salto robusto (saiba mais sobre os saltos em outro post) te deixam super profissional e bem vestida.

As calças também podem vir com esta estampa. Dependendo da cor, opte para usá-la durante o dia ou à noite. Pense que cores mais chamativas para a estampa combinam muito melhor com eventos noturnos, assim como estampas mais claras ficam perfeitas durante o dia. Não se esqueça da regra geral que falamos mais acima: se não for conjuntinho, prefira usar somente uma peça da produção com a estampa barroca, enquanto as outras são sem estampa e da cor do fundo da estampa barroca. Assim não tem como errar.

Não deixe de ver nossa galeria. Lá temos várias opções de produções para você se inspirar e vestir-se com a nova tendência da estação, com todas as características que o barroco promete, mas sem pecar no exagero.

[Galleries 61 not found]

Guia do Salto Alto – Combinando o sapato com seu biótipo

Não é somente a roupa que valoriza as formas; sabendo como usar, qual usar e em qual evento usar ela deixa a produção e a mulher ainda mais bonita. Os sapatos também podem desempenhar este papel muito bem. Como já falamos nos dois posts anteriores sobre como andar corretamente de salto alto, é importantíssimo saber andar no salto e, mais importante ainda, adequar o sapato e o salto ao evento. O salto Anabela e aqueles mais robustos são ótimos para passar o dia de trabalho, por exemplo, especialmente porque você irá passar muito tempo em cima do salto. Já saltos mais finos devem ser usados esporadicamente, pois machucam e fazem muito mal ao corpo (pés, joelhos, ligamentos, panturrilha, entre outros).

Como combinar corretamente o salto alto com seu tipo de perna

Hoje iremos ver qual sapato combina com qual tipo físico e com qual evento, para, assim, deixar o look ainda mais bonito, valorizando completamente sua produção:

Pernas

Cada mulher tem um tipo de perna diferente, seja grossa, fina, com tornozelos finos, grossos etc. Para harmonizar o look com cada estilo, o sapato perfeito pode ajudar a passar a impressão que a perna é mais fina, mais grossa, entre outras coisas.

Para as mulheres que têm pernas mais grossas, os sapatos de bico fino ajudam a alongar as pernocas, e passar a impressão que elas são mais finas. Saltos altos e mais finos também contribuem para isso. Deixe o peito do pé à mostra, pois assim as pernas ficam mais longas, não usando sapatos que tenham muitas tiras, especialmente no peito do pé e no tornozelo. Já para as pessoas com pernas finas, os sapatos com bico arredondado e com tiras que pegam no calcanhar ajudam a passar a impressão que as pernas são mais torneadas e grossas.

peito do pe a mostra

As baixinhas podem usar desse truque também. Usar sapatos com bico fino e com o peito do pé livre, sem tiras, alonga a silhueta, dando a impressão que a mulher é mais alta.

Bota salto pequeno

Para as altinhas, faça o contrário, use saltos menores e mais robustos, assim como sapatos fechados, como ankle boots, que tampem o peito do pé e o tornozelo.

Anabela

Para as mulheres que tem bumbum grande, e que queiram dar a impressão que eles são menores, use os sapatos com calças mais largas, tampando os pés. Além disso, use saltos menores, Anabela ou flats (sem salto), pois quanto maior o salto, mais dá a impressão do bumbum ser maior e mais empinado.

Qual salto alto usar em eventos e festas

Salto alto para eventos formais

Para escolher o seu salto pensando no evento, pense, primeiramente, na formalidade de tal. Como já abordamos nos artigos anteriores, os saltos em si passam mais formalidade, mas dentre eles podemos classificar de mais ou menos formal.

Saltos agulhas são interessantes para eventos como festas, formaturas, casamentos, entre outros. Eles não foram feitos para manter uma pessoa de pé por muito tempo, portanto o local que você irá com este sapato com certeza deverá ter mesas, cadeiras e locais para descansar os pés.

Saltos com tiras no calcanhar

Saltos menos formais são os mais robustos, arredondados, triangulares, entre outros. Eles são maiores e ampliam o contato do pé com o chão, dando mais estabilidade. São excelentes para serem usados no trabalho, reuniões, almoços, entre outros. Sapatos com tiras que são amarrados no calcanhar, especialmente associados com saltos maiores, são ainda menos formais.

bota-salto-finoAs botas com saltos são as queridinhas das mulheres na época de frio. Elas seguem o que foi abordado anteriormente: quanto mais fino for o salto, mais formal é o evento. Porém, usar uma bota de salto agulha em um casamento ou em um evento muito formal, que seja usado vestido longo, não é adequado. Para tal evento sempre será melhor usar um sapato fechado com salto agulha (no caso de estar frio no dia) ou uma sandália com salto agulha.

Bota com salto mais grosso

Use botas para eventos menos formais e que sejam ao ar livre e em dias frios. Os saltos mais finos nas botas podem ser usados para um aniversário de um amigo, jantar de família, ou outro. As botas com salto mais grosso podem ser usadas para ir a shows, festa country etc. Não deixe de ler o post sobre as biker boots, que são as botas queridinhas da estação.